• TFFT

Notícias

05/12/2016 16:12

Chapada Diamantina ganha 160 viveiros para criação de peixes

A Chapada Diamantina, que já conhecida por suas belezas naturais, passará a ser conhecida também pela sua produção de peixes. O governo da Bahia construirá 160 viveiros escavados para criação de peixes em dez cidades da região, beneficiando cerca de 320 famílias. A ação é uma iniciativa da Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura - Seagri) em parceria com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR/SDR) e o Consórcio Chapada Forte, que reúne prefeituras da Chapada Diamantina.
“Cada viveiro produzirá, por ano, cerca de 300 quilos de peixes, que servirão como alimentos para as comunidades e também como uma fonte de renda para as famílias produtoras”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior. “Desta forma, apenas com estes viveiros a Chapada Diamantina terá uma produção de 48 toneladas de peixe por ano”, complementa. Os viveiros serão instalados nas cidades de Andaraí, Barra da Estiva, Iramaia, Ibicoara, Itaetê, Lençóis, Marcionílio Souza, Nova Redenção, Mucugê e Palmeiras.

Construção começa em janeiro

A construção dos viveiros será feita em duas etapas. A primeira etapa começa em janeiro e deve durar seis meses. Neste período serão construídos 70 viveiros escavados e realizada a capacitação técnica das famílias produtoras. A Bahia Pesca realizará a capacitação e a assistência técnica dos projetos produtivos, além da doação de equipamentos e 150 mil alevinos (filhotes de peixes).

Bahia Pesca, CAR/SDR e Consórcio Chapada Forte assinaram o convênio de cooperação técnica durante a Fenagro, realizada em Salvador. O documento foi assinado pelo presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior; pelo vice-governador João Leão, pelo secretário de Agricultura (Seagri), Vitor Bonfim; pelo secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues; e pelo presidente do Consórcio Chapada Forte, Wilson Paes Cardoso.

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.